De Lisboa para Paris

Quando se viaja para outro país na Europa, o país de chegada será o país que vai fazer a parte chata da migração…

Olhando pra você mais detalhadamente, olhando a bagagem e fazendo perguntas sobre a sua viagem.IMG_0445[1]

Como voamos pela TAP, e  o vôo para Paris tem uma escala em Lisboa, tudo isso aconteceu por ali.

Acredito que facilite, por falar português! Foram super amistosos, tranquilos, bem mais que a saída do Brasil! Muuuuuuito mais…

Perguntaram para onde irìamos e qual o motivo da viagem, por quanto tempo ficaríamos, enfim, perguntas já esperadas mas de uma forma muito amigável…

Foi simples e tranquilo!

Chegando em Lisboa, tivemos uma paradinha de 1 hora, ou seja, nada… a conta de sair de um avião e descobrir como chegar no outro!

E assim foi feito.

Pegamos o vôo da TAP Lisboa – Paris – Aeroporto de Orly!

Voo tranquilo, com direito a almoço (thanks God), e mais vinho…e mais café!

Tranquloooo, favorávellll…

Chegando em Paris…descobrimos o significado da palavra FRIO…

IMG_0391[1]

Putz…muito frio!

Encontramos rapidamente, na porta do aeroporto, o simpático Frederico camaronês, que nos levou de carrão… acho que era uma mercedes, até o Hotel em Paris…

Frederico nos cobrou 40 euros. e Soube que é isso mesmo…

É…Orly é um aerporto distante, tipo Confins…

Vim no carro conversando (em inglês, porque francês é impossivel) com Frederico. Tentando conversar algo..

Daí ele explicou que Paris na verdade é pequena, cerca de 8 kilometros de diâmetro..

Então, entramos em Paris (finalmente) e pela Saint Michel, chegamos em nosso hotel.

Aliás, super recomendo, tranquilo e bem localizado.

O hotel chama ExcelsiorLatin, que para a nossa surpresa e alegria, umas das recepcionistas é brasileira. Vivaaaaaa!

Logo, logo…já recebemos a visita de Domenique e Umberto …assunto do próximo post. que falo da primeira noite em Paris

 

Anúncios

Indo para a Europa

Oui…

finalmente chegou a viagem para Paris.

Como foi?

Bem saímos de Belo Horizonte as 23 horas e alguma coisa, viemos pela TAP.

Olha a entrada no embarque é um pouco constrangedora,

primeiro, passa-se pelo dector de metais, assim como nos voos nacionais, mas são mais rigorosos e perguntadores…eu estava portando um carregador (enorme) de celular, e o cara teve que ver dentro da minha bolsa…é o trabalho dele mas é super chato!

Depois, passa-se  pelo lance do passaporte e sei lá, o povo olha pro passaporte, olha pra você, olha pro passaporte e olha pra você. Tipo Severino….cara crachá…cara crachá!

E você fica lá, sem saber pra onde olhar, com medo de parecer estranha..kkkkk

Daí…liberado, pode passar.

Então, chegamos ao famoso Freeshop que putz…não sei qual a loucura do povo …achei nada demais não! Pelo menos em Belo Horizonte!

IMG_0331[1]

Passado isso, bora embarcar…

Não vou mentir, viemos pela classe econômica e foi sofrido, o espaço entre os bancos é menor que em muitos ônibus de viagem, e olha que sou baixinha…imagina para os mais altos!

Bem, tirando esta questão do espaço foi super tranquilo.

Tivemos uma jantinha gostosinha, com direito a sobremesa , vinho e cafezinho! Hmmm…teve bom!!!

IMG_0346[1]

Depois dormimos.

Acordamos com essa vista…

IMG_0436[1]

 

no meio do mar…haja água viu?

IMG_0440[1]

Então, tomamos café da manhã…bonzão!

IMG_0349[1]

E quando menos pestanejamos já estava chegando em Lisboa!

Uiiiiii….vamos lá entrar na Europa…Lá vem a imigração!

Próximo post falo como foi a entrada na Europa e a chegada em Paris e depois, como foi os primeiro dia em Paris

IMG_0445[1]

ACOMPANHE TUDO EM NOSSO SNAPCHATIMG_0320[1]

 

Carnaval BH 2016

Por muito tempo, Belo Horizonte durante o carnaval virava uma espécie de cidade fantasma.

Pode acreditar!

Tudo vazio!

Mas de alguns anos para cá (se alguém souber me precisar quando, me informe), foi surgindo, de forma espontânea os blocos de carnaval. Com o passar do tempo, foi ganhando corpo, ganhando volume, qualidade!

Ontem, vivi, em plena Avenida Sebastião de Brito, no bairro Dona Clara, onde moramos atualmente, a experiência de dançar o carnaval sob a nostalgia gostosa das músicas do “É o tchan” com o Bloco Tchanzinho Zona Norte

Sente a energia da galera do Sonoriza

Fiquei encantada ao ver a disponibilidade de todos da organização em fazer com o que o carnaval acontecesse, todos os membros da bateria, totalmente compenetrados para fazer a alegria dos foliões!

Até onde participei, foi uma delícia, não vi brigas, não vi caras amarradas…somente alegria e a leveza do carnaval! Tinha adultos e crianças, todos brincando…e dançando! Galera linda e fantasiada!

Luz na passarela que lá vem ela
Luz na passarela que lá vem ela
A nova loira do Tchan é linda
Deixa ela entrar
É linda, deixa ela entrar
É linda

Me amarrei

.tchanzinho zona norte carnaval bh Carnaval bh 2016

E ainda tem muito mais acontecendo pela cidade!

Veja aqui a programação completa do Carnaval BH 2016.

Comenta aí, vc foi no Tchanzinho?

Quais blocos foi?

 

Documentos: Passaporte e Visto

Ah! Vem me falar que você nunca pensou em visitar outros países?

Sim, ou lógico?

E daí vem as dúvidas, precisa de passaporte para viagem internacional? Precisa de visto em todos os países?

Então vamos lá!

Em nove países, você consegue viajar só com a sua Carteira de Identidade (atualizada né pessoal), os países são:

Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

Nossos hermanitos da América do Sul.

Para os demais países, você precisa ter um Passaporte mas nem para todos eles você precisa de visto (bingo!)

Joy, o que é visto? Pra que serve isso?

Visto é uma autorização que o “país” concede para que você possa transitar por ali, para uma finalidade, e por um espaço de tempo.

Cada país é o dono de suas próprias regras!

Quais países exigem isso ou aquilo: Consulte no Portal Consular, que aliás, é leitura obrigatória para quem quer viajar sem treta! 😉

Massa né?

No próximo post vou postar como tirei meu passaporte!

Dúvidas? Comenta aí?

Inté…

 

[RJ] Igreja da Candelária

Igreja da Candelária 

Informações sobre como chegar aqui.

A Igreja fica no Centro da cidade do Rio de Janeiro, se final da Av. Presidente Vargas, na Praça X.

Rio (22) Rio (18)

A porta da igreja é maravilhosa, cheia de detalhes …

Este lugar transpira história! Muita! Nos sentimentos pequenos diante de tanta ostentação (pelo menos eu me senti assim).

E a nave e os átrios são sensacionais, e os bancos, e os vitrais, e o teto, e as paredes, enfim…fiquei maravilhada!

Quando for ao Rio, vai lá, é super acessível…. 🙂

Assembleia de Deus-10Assembleia de Deus-6Assembleia de Deus-5Igreja da Candelária InteriorAssembleia de Deus

 

Encontrei esta descrição em um blog, e achei muito esclarecedor.

Comentário da Adriana M:

“Conheci a Igreja da Candelária na minha última viagem ao Rio de janeiro, nossa, é muito linda! Visitei a Igreja em uma sexta-feira com meu namorado, o irmão e a cunhada. A Igreja Nossa Senhora da Candelária fica localizada no Centro do Rio de Janeiro, é considerada um dos principais monumentos da cidade e uma das principais obras artísticas do século XIX pela arquitetura neoclássica e decoração interna. A fachada da Igreja é belíssima, a entrada possui portas de bronze fundido, obra de Teixeira Lopes.
A igreja foi construída no local de uma capela dedicada a Nossa Senhora da Candelária, fundada por um casal espanhol (Antônio Martins Palma e Leonor Gonçalves) que sobreviveu a um quase naufrágio do navio Candelária, nos anos 1600.
A Igreja da Candelária já foi reformada em 1710 e já foi ampliada, sendo inaugurada (ainda inacabada) em 1811, com a presença de D. João VI (nessa época príncipe regente). Passou por outras reformas e grandes modificações, até chegar ao modelo atual, em 1898. Arquitetos como Justino de Alcântara, Daniel Pedro Ferro Cardoso, Béthencourt da Silva e Carl Friedrich Gustav Waehneldt deram sua contribuição.
As paredes e colunas da igreja possuem revestimento de mármores italianos policromados. As pinturas no interior da igreja foram realizadas de 1880 ao final do século XIX, e são obra de João Zeferino da Costa, com auxílio dos pintores: Henrique Bernadelli, Oscar Pereira da Silva, Giambattista Castagneto, entre outros. A decoração interna é lindíssima, a igreja conta ainda com vitrais alemães de cores vivas, enormes púlpitos, oito estátuas esculpidas por José Cesário de Salles. No teto é contada a história da Igreja da Candelária, através de painéis. Ficamos encantados com a beleza externa e interna da Igreja, desde o piso ao teto, tudo é de uma riqueza de detalhes incrível. É uma igreja bem imponente.
Fora da igreja, no piso há uma pintura de oito corpos, todos em cor vermelha, remetendo à “Chacina da Candelária”, episódio ocorrido em 1993, no qual, policiais abriram fogo contra crianças e adolescentes que dormiam próximo à igreja. O resultado foi muitas crianças e adolescentes feridos e oito mortos. Há uma cruz de madeira no jardim em frente à igreja, com os nomes das crianças mortas.
Considero como um destino obrigatório para quem está visitando a cidade!”